fbpx
Banner Promocional - Aprenda sobre café e empreendedorismo gratuitamente
Aprenda sobre café e empreendedorismo gratuitamente
Tag

coffe-lover

Browsing

Você acaba bebendo café com estômago vazio seja porque está atrasado para ir ao trabalho, ou talvez durante uma pausa nas suas atividades diárias para poder espantar o cansaço. Também é possível que você simplesmente tenha o hábito de apreciar um café especial sem nenhum outro acompanhamento.

São nessas horas que podem surgir sintomas indesejáveis típicos da gastrite, como refluxos e dores estomacais. Então, será que beber café com o estômago vazio faz mal à saúde? Confira nos tópicos a seguir.

Possíveis causas

Muitos amantes de café relatam que a ingestão da bebida sem outros acompanhamentos pode causar alguns efeitos negativos como azia, indigestão e desconforto estomacal, sintomas característicos da gastrite, que consiste na inflamação das paredes internas do estômago.

Esses incômodos podem acontecer por diferentes motivos:

Sensibilidade à acidez do café

O café é naturalmente ácido, por isso é comum sentir um gosto picante e cítrico ao desfrutar alguns métodos de preparo da bebida. A reação do organismo a esses componentes presentes no café, irá variar para cada pessoa.

Existem pessoas com sistema digestivo mais sensível ao ácido, por isso podem apresentar sintomas como refluxo e azia. Enquanto outras, podem experimentar o mesmo café, e não ter nenhum desconforto.

Qualidade do grão

As dores de estômago também podem estar associadas a baixa qualidade do café, provavelmente causada pelo processamento inadequado dos grãos ou armazenamento inapropriado.

Alguns fungos podem surgir principalmente nas etapas de pós-colheita, que incluem o processamento e secagem do café.

Sabe-se que os fungos – também chamados de bolores – produzem micotoxinas, que são substâncias capazes de provocar refluxo, indigestão e dor no estômago.

Outras causas

A sensação de irritação no estômago também pode estar associada a outros fatores que têm uma acidez ou estimulam a produção desses componentes no organismo, e não somente pela ingestão de café.

O consumo excessivo de alimentos ácidos, condimentados e gordurosos, bebidas alcoólicas podem ser prejudiciais porque exigem uma maior produção de ácidos no organismo para conseguir realizar a digestão.

O uso contínuo de medicamentos como aspirina e anti-inflamatórios, além de cigarros, também podem contribuir para a inflamação no estômago.

Como reduzir os efeitos da acidez no estômago

A partir de algumas medidas é possível amenizar os prováveis efeitos da acidez no estômago relacionados ao café. O objetivo é que você consiga aproveitar ao máximo a bebida sem ter nenhum tipo de desconforto. Veja algumas dicas:

Experimente o cold brew:

O método de extração a frio é interessante para reduzir os sintomas indesejáveis relacionados ao consumo de café.

No cold brew a concentração de diversos componentes ácidos da bebida é consideravelmente menor se comparado a extração a quente.

A extração dos métodos coados mais tradicionais são realizados em temperaturas mais elevadas, que facilitam a maior absorção de substâncias presentes no café.

Já para fazer um cold brew, utilizamos uma técnica de extração a frio, que além de tornar o processo mais lento (pode levar até 18 horas para ser feito), também dificulta a absorção desses elementos presentes no café. Leia o artigo original,  clicando aqui.

O resultado na xícara é uma bebida suave, mais doce, de aroma intenso e com menos acidez no paladar.

Experimente cafés de torra mais intensa

A torra mais intensa dos grãos pode ser benéfica para os que apresentam uma maior sensibilidade estomacal. Isso ocorre devido ao componente N-Metilpiridínio, conhecido como NMP, que é gerado somente nessa etapa de torra do café.

E quanto mais escura a torra for, maior será a quantidade de NMP que chegará na sua xícara.

No corpo humano, esse componente impede o estômago de produzir ácidos em excesso. Logo, o resultado de um consumo maior de NMP é de uma possível redução nos efeitos da acidez no estômago.

Experimente café descafeinado

A cafeína pode desencadear sensações desagradáveis ao beber café. O componente não está presente apenas no café, mas em chocolates, bebidas a base de cola, guaranás, mate, chás verdes e chás pretos.

Uma possível solução para pessoas que não querem abrir mão do café, é optar pela versão descafeinada da bebida, que tem no máximo 0,1% de cafeína. Porém, vale destacar que o consumo deve ser moderado para pessoas que já têm hipersensibilidade à acidez.

Não beba café com estômago vazio

Muitas pessoas têm o hábito de beber uma xícara de café logo quando acordam. Porém essa prática não é benéfica para o organismo.

Beber café com estômago vazio faz com que ocorra um aumento na produção de ácidos estomacais, ocasionando uma maior irritabilidade no órgão e, consequentemente, má digestão e azia.

Por isso não é recomendável que você beba café de estômago vazio, independentemente se tem ou não gastrite.

Alguns acompanhamentos como a banana e o leite (para quem pode consumir) podem minimizar efeitos indesejáveis ao ingerir o café, por terem propriedades alcalinas, que são capazes de neutralizar a acidez da bebida.

Conclusão

Os sintomas desagradáveis relacionados ao consumo do café de estômago vazio variam de pessoa para pessoa. Alguns componentes químicos dos grãos podem estimular a produção de ácido gástrico, mas os efeitos são variados, dependendo do tipo de café e do organismo de cada indivíduo.

Além disso, as dores de estômago podem estar relacionadas a baixa qualidade do café, que podem conter fungos,  devido ao mau armazenamento ou processamento inadequado.

Os efeitos de acidez no estômago estão relacionados ao próprio estilo de vida da pessoa, que não deve abusar de certos alimentos, bebidas alcoólicas e cigarro, que podem desencadear sintomas indesejáveis como azia e indigestão.

Bons hábitos contribuem para a redução dos efeitos da gastrite. Porém se os sintomas forem recorrentes, recomenda-se consultar um médico.


VOCÊ JÁ SEGUE A GENTE NO INSTA? CLIQUE AQUI PRA VISITAR NOSSO PERFIL.