Campanha de conscientização ambiental

A Nespresso lançou no último dia 01 de Outubro no Dia Internacional do Café a campanha The Empty Cup com Geroge Clooney segurando uma xícara de café vazia para chamar atenção para as questões ambientais, destacando em sua campanha a necessidade de proteger a produção de café no mundo.

A campanha é uma das ações da marca para alertar os consumidores sobre as questões climáticas e como elas já estão afetando e representam uma grande ameaça a produção de café.

“A ameaça das alterações climáticas é real e os produtores de café estão na linha da frente”. É importante que dar poder a estas comunidades para construir resiliência financeira e ambiental, para que elas não só sobrevivam como prosperem. Este tema está no centro da abordagem da Nespresso.

Mas trata-se de algo mais do que café. As alterações climáticas não são algo que uma única empresa ou mesmo uma indústria inteira possa resolver. Requer uma ação urgente e ousada na escala global. A aposta é alta”, diz o embaixador da marca da Nespresso, George Clooney.

Nespresso

Segundo a Nespresso, capacitar as comunidades agrícolas para protegerem as suas terras contra choques climáticos e, simultaneamente, combaterem as causas das alterações climáticas é fundamental para a sustentabilidade futura do café de alta qualidade.

A Nespresso está atualmente através da implementação da agricultura regenerativa, uma abordagem que tem potencial não só para reduzir as emissões agro-alimentares globais, mas também para aumentar a resiliência rural contra os impactos das alterações climáticas.

O Programa de Qualidade Sustentável AAA da Nespresso, em colaboração com a Rainforest Alliance, também ajuda a melhorar o rendimento e a qualidade das colheitas, ao mesmo tempo que protege o ambiente e melhora a subsistência dos agricultores e das suas comunidades.

“A agricultura regenerativa tem o potencial de tornar a agricultura parte da solução para a crise climática. É uma abordagem que não se limita a tirar da terra, mas que cura a natureza e restabelece o equilíbrio.

Estou orgulhoso que a Nespresso seja pioneira nesta transição, mas precisamos fazer mais. Estamos a fazendo um pedido às entidades, tanto privadas como públicas, para que tomem medidas que façam uma diferença tangível”, diz Guillaume Le Cunff, CEO da Nespresso.

Originalmente publicado em Globo Coffee Report – Original