fbpx
Banner Promocional - Aprenda sobre café e empreendedorismo gratuitamente
Aprenda sobre café e empreendedorismo gratuitamente
Category

PARA COFFEE-LOVERS

Category

A terceira onda chegou nas redes hoteleiras como um diferencial em menus premium para enriquecer as experiências dos consumidores e atrair mais clientes.

Seja no café da manhã, depois do almoço ou como um acompanhamento no lanche da tarde, os cafés especiais têm sido oferecidos como uma nova opção do cardápio, agradando tanto os coffee lovers, quanto os hóspedes mais exigentes.

Para entender mais sobre o consumo de cafés especiais em hotéis, conversamos com Marcelo Fogaça, gerente comercial do canal food service do Grupo 3 Corações. Confira!

Café especiais em hotéis: valor agregado

Os viajantes, principalmente àqueles que estão a lazer, buscam por experiências quando optam por fazer uma viagem, a partir de atividades culturais. São clientes que dão valor à vivência e a imersão na cultura local.

Partindo dessa ideia é que os cafés especiais entram em cena nos hotéis. Além de atender os hóspedes com conforto e segurança, as redes de hotelaria podem oferecer uma experiência gastronômica como um diferencial no mercado.

Café da manhã de hotel . Crédito: Pixabay.

Cada vez mais exigentes, os consumidores optam por serviços e produtos exclusivos que agreguem valor, sendo um dos elementos que influenciam na decisão de compra.

Portanto, além de conhecer os lugares da cidade, o turista ainda pode experimentar um café especial, com aroma, acidez, amargor, corpo e doçura únicos.

Para Marcelo Fogaça, a relação de consumo de cafés especiais em hotéis é uma tendência que vem crescendo no mercado.

“O consumidor que valoriza os cafés especiais em cafeterias e até mesmo em casa, é o mesmo que viaja à trabalho ou à passeio, e os hotéis que ditam tendências, estão explorando muito bem esta oportunidade. Imaginem que maravilha, você em viagem na Bahia, poder harmonizar no café da manhã um beiju com café especial da Chapada Diamantina, seria incrível”, comenta.

Crescimento do consumo de cafés especiais

A inserção de cafés especiais no menu de hotéis, conforme cita Marcelo Fogaça veio da própria necessidade do mercado, além do objetivo de levar para o cliente um produto diferenciado e com qualidade.

“O mesmo movimento que os vinhos e as cervejas artesanais tiveram, o café está passando. Necessidade de termos cafés de qualidade com fácil acesso.  Como maior empresa de cafés do Brasil, precisávamos puxar essa fila e trazer maior escala para os produtores e revendedores”, destaca.

Segundo dados da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA, sigla em inglês), com pesquisa aplicada pela Euromonitor International a tendência é que o consumo de cafés especiais no Brasil aumente no país.

O estudo mostrou que houve um crescimento médio anual de consumo de cafés especiais de 20,6% entre 2012 e 2016. Ainda segundo a Euromonitor, a projeção é é que cresça até 2021 aproximadamente 1,6 milhões de sacas de cafés.

Desafios no setor hoteleiro

Conforme aponta Marcelo Fogaça, os hotéis que trabalham com cafés especiais passam por desafios com o atual modelo de negócio, porque o produto não acaba sendo rentável por ser oferecido no café da manhã.

O gerente comercial traz algumas alternativas para que os hotéis que servem cafés especiais passem a ter receita, ao invés de despesa.

“Operações que investem em um espaço aconchegante de gastronomia, onde é possível oferecer um cardápio mais amplo, e cobrar por isso, poderá explorar muito bem este mercado, independentemente da bandeira”, disse.

Hotéis que trabalham com cafés especiais

Os cafés especiais já estão presentes em alguns hotéis espalhados pelo Brasil, além disso, a rede hoteleira serve a bebida em diferentes métodos de preparo, como indica Marcelo Fogaça:

“Temos algumas boas referências como o Hotel Saint Andrews, em Gramado – RS, que serve um blend exclusivo, no café da manhã, com opções de espresso e filtrado da Mogiana Paulista”, comenta.

Além do Hotel Saint Andrews, os hóspedes poderão desfrutar da estadia e de um bom café em lugares como:

“Há outros ‘dois cases’ que são o Hotel Wood, que prepara na mesa do hóspede, por meio do método Chemex os cafés Rituais e o Hotel IL Campanário em Jurerê internacional que traz em sua carta, o espresso Sul de Minas”, finaliza Marcelo.

De acordo com o gerente comercial do Grupo 3 Corações, atualmente a empresa trabalha com um portfólio completo conforme as necessidades dos clientes. 

Linha Rituais Cafés Especiais. Foto: Divulgação.

“Trouxemos no ano passado a linha de cafés chamada Rituais, que trazem cafés das regiões consagradas do Brasil. Como exemplo, temos o Sul de Minas, Mogiana Paulista, Cerrado Mineiro, bem como café dos principais produtores mundiais como Cuba, Etiópia e Colômbia. Nesta linha, oferecemos uma experiência, no filtrado e nos espressos, podendo ser grão ou cápsula”, aponta.

Conclusão 

O consumo de cafés especiais vem crescendo no mercado, e consequentemente, houve a necessidade de segmentos como o hoteleiro para oferecer os produtos para os hóspedes.

Os cafés especiais podem ser usados como um serviço diferenciado e que enriqueça a experiência do hóspede, deixando-o satisfeito para retornar ou indicar para os amigos.

E você? Quando for se hospedar em algum hotel não deixe de conferir o cardápio!