fbpx
Banner Promocional - Aprenda sobre café e empreendedorismo
O maior evento digital para quem quer abrir uma cafeteria
PARA CAFETERIAS

CAFETERIAS EM TEMPOS DE CORONAVÍRUS: O QUE FAZER?

Pinterest LinkedIn Tumblr

Diante da delicada situação pandêmica de coronavírus (COVID-19) e as medidas necessárias para sua contenção, o Ministério da Saúde comunica as devidas recomendações. Mediante tantas outras informações, muitas vezes confusas e inverídicas, é preciso estar atento às fontes dos dados e agirmos com sabedoria e responsabilidade.

Fato é que, estamos todos aprendendo a lidar com a contenção da pandemia em si, é tudo muito inicial e não imaginamos ainda os desdobramentos que virão, seja na própria saúde ou na economia. Por hora, vemos algumas mudanças na rotina começando a se estabelecer. Mas a vida e os negócios, principalmente o de pequenos empreendedores como os de cafeterias não pode esperar e então surge a dúvida: o que fazer agora?

SEJA RESPONSÁVEL, CRIATIVO E COMUNIQUE-SE

Nesse momento, antes de qualquer ação compulsória do Estado, manter ou não as operações de uma cafeteria é uma decisão pessoal do empreendedor, mas que seja coerente e principalmente responsável.

Seguindo as recomendações do Ministério da Saúde sobre higiene e evitar aglomeração de pessoas, é possível manter os serviços de uma cafeteria, porém é indiscutível praticar mudanças.

A lavagem de mãos com água e sabão pelos trabalhadores da cafeteria precisa ser feito a cada 30 minutos e o uso de um timer (cronômetro) é de grande ajuda para esse monitoramento.

Reforçar a higiene de tudo o que entra em contato com os clientes também de forma sistemática e periódica, incluindo assentos, mesas, banheiros, maçanetas e tudo o que o cliente mais tem contato.

Procurar evitar balcões tipo self-service ou qualquer item que fique à disposição para que os clientes se sirvam, minimizando assim o contato de pessoa para pessoa, se possível utilizar-se de materiais descartáveis. Evite guardanapos, açucareiros e sachês nas mesas. Entregue o necessário para o uso e dê preferência aos guardanapos e embalados individualmente. Caso a embalagem seja aberta ou violada, faça o descarte.

Intensificar a higiene dos utensílios de contato com os clientes, com hipoclorito ou álcool 70%, mantendo o colaborador o cuidado ao recolher esses materiais.

Afastar e reduzir o número de mesas e cadeiras para que haja um maior distanciamento entre as pessoas e manter as janelas abertas para melhor ventilação.

Orientar a equipe em relação ao tratamento pessoal, mantendo a educação, porém à uma distância segura, sem os cumprimentos calorosos que tanto gostamos.

É preciso adotar outras práticas simpáticas. Procurar tranquilizar os clientes, comunicando quais medidas estão sendo tomadas, seja pelas redes sociais ou em cartazes no local, pode ser uma boa maneira de reforçar o respeito que se tem por eles.

DISPONIBILIZE ALCOOL GEL PARA FUNCIONÁRIOS E CLIENTES

Ao receber os clientes, é uma boa ideia sugerir a lavagem de mãos e uso do Álcool Gel 70% na entrada e na saída da Cafeteria. E na falta do álcool gel, considerar que a lavagem de mãos com água e detergente neutro é muito eficiente, portanto, deixar sempre disponível uma pia abastecida desses itens, além de papel toalha.

 

Ao apresentar os sintomas como coriza e febre, ou caso seja próximo a alguém comprovadamente contaminado, o colaborador deverá ficar em isolamento em sua residência.

Dessa forma fica claro que a redução na mão-de-obra, muitas vezes a única, compromete o funcionamento da cafeteria, mas é preciso estar preparado e os clientes terão essa compreensão. Afinal esse é um problema de todos.

GESTÃO DO NEGÓCIO EM TEMPOS DE CRISE

Nos aspectos sobre a gestão do negócio, é preciso avaliar sobre alteração dos horários de funcionamento, remanejamento ou escala de funcionários, talvez até mesmo férias ou folgas para alguns deles. Analisar a viabilidade de adotar ou intensificar o sistema delivery, criar promoções, ajustar estoques, mexer no cardápio a fim de aproveitar melhor os itens ou trabalhar com gêneros menos perecíveis possíveis. Lembrando que toda a cadeia de fornecimento também será afetada, portanto conversar com os fornecedores sobre como será essa dinâmica é fundamental.

E na hipótese de não abrir as portas, aproveitar esse momento para dar aquela ajeitada na casa, colocar em ordem os papeis, fazer uma limpeza pesada, talvez uma pequena reforma, organizar estoques e geladeiras ou replanejar o layout.

Precisamos lembrar que são nas crises que surgem grandes oportunidades e o importante neste momento é manter a serenidade, e agir com zelo em todos os sentidos.

LEIA TAMBÉM: PRINCÍPIOS BÁSICOS DE HIGIENE PARA CAFETERIAS


Siga o BARISTA WAVE no Instagram, LinkedIn e Facebook