fbpx
Banner Promocional - Aprenda sobre café e empreendedorismo gratuitamente
Aprenda sobre café e empreendedorismo gratuitamente
MICRO-TORREFAÇÕES

O PODER DAS MICRO-TORREFAÇÕES NO BRASIL

Pinterest LinkedIn Tumblr

As micro-torrefações têm o poder de provocar mudanças significativas no mercado de cafés especiais nacional.

Um novo movimento que se constrói de maneira cada vez mais nítida no Brasil. É sabido que, para se apreciar toda a complexidade de aromas e sabores que estão armazenados em um grão de café, a experiência do mestre de torras é fator chave.

Assim como a milenar arte de assar pães e tortas, a torra do café também pode ser vista como um processo artístico.

Anotações de Cupping. Crédito: Sean Benesh no Unsplash

Antes de “acertar o ponto” é preciso se familiarizar com o tipo e tamanho do equipamento, saber controlar as chamas, conhecer a matéria prima, realizar testes e medidas, anotar os dados e gerar as informações necessárias (ou deixar que o software faça) para enfim encontrar o ponto ideal de torra.

Desenvolver-se nessa arte, ao mesmo tempo que se pratica a analise sensorial do café através do cupping, pode parecer uma longa jornada. Felizmente esse caminho vem se tornando cada vez mais acessível aos aventureiros de espírito inovador.

O PAPEL DA INDÚSTRIA NACIONAL

A indústria nacional tem sido importante aliado nesse cenário. Ao enxergar potencial de crescimento tanto na expansão das macro-torrefações, com o aumento do consumo geral de cafés no Brasil, como também nas micro-torrefações, com o aumento do consumo e da disseminação da cultura de cafés especiais.

Pequeno Torrador de Amostra. Crédito: Sean Benesh no Unsplash

É cada vez mais comum vermos cafeterias especializadas buscando conhecimento e equipamentos para torrar o próprio café. Esse mercado cresce por diversos motivos, dos quais podemos citar:

  • Torrar o próprio café aumenta consideravelmente a margem de lucro
  • Consolida a credibilidade e reconhecimento da marca local
  • Cria a possibilidade de expansão dos negócios na venda de café torrado para outras cafeterias da região.
  • Fideliza o cliente ao possibilitar a venda de café torrado para consumo em casa.
  • Possibilita maior leque de opções nas variedades de cafés oferecidos.

É importante que haja organização para pressionar órgãos municipais e estaduais responsáveis pela autorização de funcionamento, a partir do entendimento de que a diminuição da complexidade de implementação também deve trazer a reboque a diminuição da complexidade para o recebimento de alvarás para micro-empreendimentos locais.

LEIA TAMBÉM: O Café Especial e os Coffee-Snobers

Ambientes que antes exigiam altos investimentos em galpões com estrutura razoavelmente complexa, vem dando lugar a equipamentos estilo Plug-and-Play (ligar e usar), com baixo investimento, rápido retorno e menores riscos de acidentes de trabalho.

Nesse fluxo de mercado, a tendência é que cada vez mais cafeterias passem a investir na consolidação do conceito de Flavor Profile (Perfil de Sabor), utilizando perfis de torras e receitas personalizadas para diferentes tipos de extração e tendências de consumo dos clientes.

NOVAS PERSPECTIVAS PARA O MERCADO DE CAFÉS ESPECIAIS

Em um horizonte não muito distante, a separação entre cafeterias e torrefações será cada vez mais incomum na cena de cafés especiais. É bastante razoável crer  que no próximos anos haja uma benéfica pulverização de marcas de cafés de reconhecimento local, como claramente ocorreu no mercado das cervejarias artesanais. Mercado esse que não somente se consolidou, como nitidamente se expandiu no Brasil.

De acordo com a Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva), em dez anos o Brasil foi de 70 para 700 cervejarias, fora as que não possuem registro. Em 2018, por exemplo, cerca de 185 novas fábricas foram registradas, um crescimento de 35% no ramo.

Bandeja de Resfriamento de um Torrador de Café. Crédito: Vladimir Proskurovskiy no Unsplash

Para a nova geração de consumidores de cafés especiais que vem se formando no Brasil a data de torra já se tornou uma das informações mais relevantes e básicas. Esse novo perfil de coffee-lovers que vem crescendo no país, é perfeitamente capaz de diferenciar data de validade de data de qualidade. Por isso, café de torra fresca se tornou indispensável aos paladares desses consumidores mais exigentes.

Nesse sentido, as micro-torrefações, dentro e fora das cafeterias, são perfeitamente capazes de atender a demanda desses novos consumidores. As grandes torrefações possuem um processo logístico complexo que passa por grandes armazéns e centros de distribuição, para posteriormente enviar os grãos para as cafeterias. Com um processo logístico menos complexo as micro-torrefações são mais ágeis.

Seguimos acompanhando esse movimento de mercado, mas tudo indica que não há mais ponto de retorno.

As micro-torrefações vieram pra ficar no Brasil.

A torra sob demanda é a nova tendência.