fbpx
MERCADO

5 PASSOS PARA PRODUZIR CAFÉ ESPECIAL

Pinterest LinkedIn Tumblr

A produção de café especial necessita de cuidado e muita dedicação, pois são cafés acima da média, isso significa que não são produzidos de qualquer forma. Este artigo é voltado para quem pretende iniciar a produção, mas não sabe por onde começar.

Separamos 5 primeiros passos que podem auxiliar na produção de cafés de qualidade. Quer saber como? Confira abaixo.

1. Lavoura

Tudo começa na lavoura, onde a escolha do cultivar precisa ser certeira, como por exemplo, a escolha de um carro. Se você escolhe um carro esportivo para trabalhar na estrada de terra, ele não vai conseguir expressar seu máximo potencial. Portanto, com o café é a mesma coisa, cada cultivar se adapta a uma região, terroir, altitude, clima, etc.

fruto do café especial
Fruto do café

Depois dessa definição, o cuidado com nutrição é essencial, pois a planta de café precisa de 17 nutrientes para crescer forte e saudável.

2. Colheita

A colheita bem feita é fundamental para produzir um café especial. É preciso estar atento ao processo escolhido e tomar muito cuidado para não colher uma quantidade grande de frutos verdes que vão atrapalhar nos próximos passos. Além de que, o manejo errado pode machucar o café e causar danos para a próxima safra. Por isso é uma etapa que merece atenção!


VEJA TAMBÉM: COMO FUNCIONA A GESTÃO NA PRODUÇÃO DE CAFÉS


3. Pós-colheita

O pós-colheita, é a fase mais importante e que exige muita atenção e cuidado. A escolha do processo ideal para cada lote de café é crucial para alcançar o máximo potencial desses frutos.

Existem dois processos que são os mais usados : 

  • Natural, quando o café chega da lavoura, passa apenas pelo lavador e será seco com a casca.
  • Cereja descascado (o famoso CD), depois de passar pelo lavador o café passa por uma máquina que retira a casca do fruto deixando somente a semente.

Além desses dois, existe a fermentação induzida, um processo que vem ganhando bastante destaque nos últimos anos. Esse processo acontece normalmente em ambientes vedados sem a presença de ar, mas ainda é um processo muito novo e arriscado.

processos de café
A pós-colheita é uma etapa fundamental

Para acertar na escolha do processo ideal é fundamental realizar um mapeamento de talhão antes do início da colheita. Neste mapeamento é possível testar os processos em pequenas quantidades de café e identificar qual deles combina mais com o lote.

4. Processo e secagem

Além do processo, a escolha do modo de secagem é extremamente importante, nesse passo a velocidade pode ser inimiga da qualidade, pois o cuidado e atenção ao lote faz toda diferença.

Organização e limpeza são cruciais. É muito importante evitar a mistura de lotes, contaminação com qualquer elemento que não seja café  (pedra por exemplo) e a secagem desuniforme.

Com isso, a secagem em terreiro suspenso e terreiro de concreto, desde que esse esteja em perfeitas condições para esse processo, é ideal para qualidade. 

Alguns fatores minuciosos mas que fazem diferença:

  •  exposição ao sol, a quantidade de calor que a semente recebe durante o dia;
  •  forma e frequência de revolvimento do café; 
  • quantidade de café por m²;

5. Descanso do café

O último passo é o descanso do café depois de terminar a secagem e chegar na umidade ideal.

A semente sai de uma umidade média de 40% para chegar em 11% em um curto espaço de tempo recebendo calor e atrito. 

Deixar o café descansar em um ambiente escuro e sem umidade por alguns dias faz com que a semente entre em equilíbrio e o lote se iguale por inteiro.

produção de café especial
Descanso do café é essencial

Portanto, como apresentado, são 5 passos iniciais importantes para quem deseja iniciar a produção de café especial. Como mencionado, todas as etapas são fundamentais para chegar no resultado desejado. Aprimorar os processos é a chave para alcançar maior qualidade e extrair o melhor dos cafés. 

Gostou das dicas? Compartilha esse conteúdo com os amigos!

×